Como usar o adubo foliar nas orquídeas

Como usar o adubo foliar químico para orquídeas
Como usar o adubo foliar para orquídeas - Forth Jardim

Tem apenas um ano e meio que estou cultivando orquídeas, mas as várias florações que já presenciei são suficientes para que eu possa falar da minha experiência no uso desse adubo. Vale ressaltar também que faço uso de vários tipos de adubos caseiros orgânicos. Então faço o revesamento dos orgânicos com esses químicos normalmente a cada 15 ou 20 dias

Só para registrar, esse post está sendo escrito em abril de 2018, gosto de falar das datas porque estou sempre fazendo novas experiências no jardim e de um ano para outro podem haver muitas mudanças.

Botão floral da orquídea phalaenopsis
Botão floral da orquídea phalaenopsis

Comprei dois tipos de adubos dessa empresa, o de manutenção e o de floração que é esse que aparece na foto. O de manutenção deve ser usado quando acaba a floração e o de floração deve começar a ser usado aproximadamente um mês antes da nova floração. Mas é aí que para nós, e me incluo nesse grupo, que estamos começando o cultivo de orquídeas também começam as dúvidas.

Acabei de adquirir um exemplar, mal sei de que espécie se trata rs, e agora qual adubo vou usar? Aqui faço assim, se compro o exemplar na promoção já sem a floração, começo a aplicação do adubo de manutenção. Se compro o exemplar com hastes ou botões florais em formação, aplico o de floração. Caso as flores já estejam abertas, nesse caso não uso nenhum tipo de adubo e espero até que as flores sequem para começar então com o adubo de manutenção.

Forth Jardim manutenção adubo foliar para orquídeas
Forth Jardim manutenção

Nos três casos que citei acima é mais fácil saber qual adubo devemos utilizar. Mas depois que começo com o adubo de manutenção como é que sei a hora de mudar para o adubo de floração? Como mencionei anteriormente, o adubo de floração deve ser usado cerca de um mês antes do início da nova floração, mas acontece que não sabemos em que data a floração ocorrerá.

Então aqui procedo da seguinte forma, espero até que a haste comece a despontar e então começo a aplicação do adubo de floração. Ou, se percebo que nas floriculturas os exemplares da mesma espécie que os meus estão florindo, começo a aplicação do adubo.

A dosagem que uso na diluição do produto é a mesma recomendada pelo fabricante, que nesse caso é a de 1 ml de produto para cada 200 ml de água. Depois borrifo nas folhas e também no substrato. Por aqui, um único borrifador, com 200 ml da solução, é suficiente para cerca de 10 orquídeas.

Esterco de ave nas folhas da orquídea
Esterco de ave nas folhas da orquídea

Mas a dica mais importante que deixo para vocês é que não existe uma "receita" pronta para cuidar de suas plantas, o que existe é a nossa observação pessoal e o cuidado que temos com elas. Na dúvida, o melhor mesmo é utilizar o mínimo possível de adubo, ou caso a planta esteja se desenvolvendo bem, não fazer nenhum tipo de adubação.

Aqui no jardim, estou fazendo o replante das minhas orquídeas nas árvores e praticamente todos os dias elas amanhecem com as folhas "cobertas" pelas fezes dos passarinhos. Para quem não sabe, esse adubo que também conhecemos como esterco, é um forte estimulante da floração e contém ainda outros nutrientes importantes para a saúde das plantas.

O adubo foliar da Forth é muito bom, mas no futuro faço planos para que somente a adubação que vem da própria natureza seja suficiente para a manutenção e a floração das orquídeas aqui no jardim.

Veja também o vídeo com o passo-a-passo da preparação!



Continue lendo para saber mais sobre as orquídeas do Jardinet:

Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...