Vaso autoirrigável de garrafa pet

Garrafa pet de Coca-Cola
Orquídea no vaso autoirrigável de pet

Se você está pensando em viajar, esse vaso pode ser a solução para deixar as suas plantas hidratadas e saudáveis. A água no recipiente do fundo evapora e vai umedecendo o substrato ao longo do dia. E o melhor, as plantas ficam hidratadas mais sem encharcar!

Vaso auto-irrigável de garrafa pet

O corte vai variar de acordo com a marca da garrafa, e também de acordo com a espécie que você deseja cultivar. Tanto no cultivo da cenoura quanto no da orquídea, cortei a parte que vai receber a muda um pouco maior que a parte onde vai armazenar a água.

Mas no caso das orquídeas, vou aprimorar o "vaso" porque o melhor mesmo é deixar um espaço bem pequeno para estimular a floração. Não percam nos próximos posts!

Vaso auto-irrigável para plantio

A parte da garrafa onde estão os furinhos fica dentro da outra parte que armazena a água. O furo na tampa, fiz para passar umidade também, mas quando o reservatório está cheio essa parte acaba ficando submersa. Nessa experiência, do plantio da cenoura, não passei o barbante pelo furo. Mas nos dias mais quentes o vaso não conseguiu umedecer o substrato e tive que ajudar na rega. Então fica a dica, se o seu vaso vai ficar no sol é bom passar o barbante. Mas no caso de você viajar, o melhor mesmo é deixá-lo na meia sombra para evitar qualquer incidente.

Vaso auto-irrigável de pet

Na foto acima vamos analisar alguns detalhes, o primeiro é o lodo que se forma no fundo do reservatório. Embora não seja esteticamente muito bonito, o melhor mesmo é não lavar. No caso do cultivo das orquídeas por exemplo, os produtores relatam até uma melhora no desenvolvimento das raízes.

O segundo é a tampa em si. No cultivo onde você utilizar substratos como terra, areia e etc, a tampa servirá para não deixar vazar o substrato. Mas no caso das orquídeas, quando o substrato não for vazar, a tampa poderá até ser dispensada.

E o terceiro detalhe são os furos na garrafa. Para realizá-lo usei um pedaço de arame galvanizado, mas você também pode aquecer um prego ou usar o ferro de solda para fazê-los. Os furos são feitos de forma aleatória e têm cerca de 2 cm de distância entre um e outro.

É preciso fazer a reposição da água?
A dinâmica do vaso é que a água evapore umedeça as raízes e o excesso volte para o reservatório. Mas com o passar do tempo, a planta vai consumir um pouco da água e parte dela também vai evaporar para fora do vaso. Então, de tempos em tempos, você terá que repor a água.

Agora também em vídeo! 



Continue lendo para saber mais sobre:

Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...