Como plantar sementes

Sementeira
Como plantar sementes

    
       Já falei aqui no blog sobre poder germinativo, dormência, maturação e localização das sementes na planta. No post de hoje para fechar o assunto sobre as sementes, vou falar sobre semeadura e germinação.

      Segue abaixo uma lista de cuidados que você pode adotar antes de montar a sua sementeira:
  • Você deve buscar instruções sobre a espécie que deseja semear pois cada semente tem uma necessidade específica para germinar. Seja luz, calor, umidade, tempo para germinação e daí a importância desse conhecimento. As sementes compradas em lojas especializadas por exemplo sempre vem com instruções.
     
  • No caso de sementes que necessitam de luz para germinar você não deverá cobri-las com o substrato. Outras sementes minúsculas como as sementes de Lobélia também não devem ser cobertas, basta colocá-las sobre o substrato e regá-las com um regador tipo "chuveirinho" ou com um borrifador.
     
  • Saber o tempo de germinação de cada uma também é importante porque senão enquanto algumas sementes ainda nem germinaram outras já germinaram e inclusive necessitam de sol para o desenvolvimento da plantinha. Se isso acontecer você deverá transplantá-las para outro recipiente até que estejam prontas para o plantio no canteiro. Esse problema também se resolve não misturando muitas espécies na mesma sementeira. Atenção também à dormência de algumas sementes.
     
  • Caso você tenha espaço utilize sementeiras maiores, assim a muda terá espaço para se desenvolver e poderá passar da sementeira direto para o canteiro.
  • Semeie apenas duas ou três sementes por célula na sementeira e após germinarem proceda com o desbaste deixando apenas uma muda em cada célula. No caso de sementes muito grandes, ou arbóreas, semeie apenas uma semente por célula.
  • O substrato deve estar livre de ervas daninhas, bem drenado e mantido úmido. Caso não compre substrato pronto, que por sinal é ótimo, você pode usar a própria terra do seu jardim. Nesta fase inicial do processo de germinação o fundamental é manter o substrato úmido e nada de adubação!
     
  • Porque usar a sementeira? Porque algumas plantas são muito frágeis e usando as sementeiras podemos deixá-las em locais protegidos de chuvas fortes, ventos, geadas e sol forte. Usando a sementeira também temos uma economia muito maior de sementes. 

Muda feita a partir de sementes
 


Semeadura direto no canteiro...

    Se a espécie que você deseja semear não for muito delicada, você pode cultivá-la diretamente no canteiro. Floríferas como Calêndulas, Girassóis, Vincas, Flor-leopardo, Agapantos dentre outras podem ser cultivadas diretamente no canteiro sem nenhum problema. Inclusive nas experiências que tive com essas espécies elas se desenvolveram até melhor quando semeei diretamente no canteiro. Até espécies mais delicadas como as Broválias, Petúnias e Lobélias conseguiram se desenvolver plenamente no canteiro. Contudo, se você dispor de poucas sementes, o melhor mesmo é usar a sementeira pois é mais garantido.

    “No meu caso, utilizo a sementeira quando a espécie é nova e eu não possa correr nenhum risco de perdê-la…”

Petúnias que germinaram diretamente no canteiro
 Dicas do blog:
  • Veja AQUI no blog mais sobre maturação e localização das sementes nas plantas!
  • Veja AQUI no blog mais sobre poder germinativo e dormência nas sementes!
  • Aprenda AQUI no blog a fazer sua estufa caseira com materiais recicláveis!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...