Métodos de propagação por estaquia

Estaca de ponteiro de Columéia-peixinho, com aproximadamente 8 cm

O método de propagação por estaquia é muito simples e consiste no plantio de uma parte da planta que se deseja clonar para a geração de uma nova planta. As novas plantas geradas a partir deste método crescem mais rápido e sua floração também é precoce!

Multiplicação por estaquia de ponteiros
Estaca de ponteiro de lavanda-francesa com aproximadamente 10cm

A forma de fazer a estaquia também vai variar de uma espécie para outra, algumas por exemplo utilizam-se dos galhos mais novos da planta, os “ponteiros”, como é o caso dos Beijos pintados, Columéias e Brincos de princesa. Outras como é o caso das roseiras e frutíferas requerem galhos um pouco mais "velhos" denominados de semilenhosos e lenhosos.

Estaquia, muda de Madressilva
Estaca de ponteiro de Madressilva

As novas folhinhas que nascem na estaca são um sinal de que ela “pegou” daí é só esperar mais alguns dias para que a raiz se desenvolva e possamos proceder com o transplante!

Até as folhas podem ser usadas para o método de estaquia como é o caso das violetas e cactos como a Flor-de-maio.

Estaquia de folhas
Estaquia da folha da Flor-de-maio com 15 dias

Agora vou passar algumas dicas para a sua estaquia ser um sucesso!
  • Para estaquia de ponteiros utilizamos estacas com aproximadamente 7 a 12 cm de comprimento, de ramos saudáveis e sem flores. Faça um corte na transversal, retire as folhas da base e deixe a estaca com algumas folhinhas e enterre a base da estaca.
  • Para estaquia dos ramos semilenhosos utilize estacas de aproximadamente 10 a 15 cm de comprimento, e para os lenhosos, de 15 a 30 cm de comprimento. Sempre escolha os ramos mais vigorosos, com aparência saudável e sem flores.
  • As estacas devem ficar protegidas do sol e de chuvas fortes em local fresco e regadas regularmente. Não deixe o substrato ficar encharcado e nem secar completamente, e não utilize terra adubada para estaquias.
  • O substrato que geralmente uso para fazer as estacas é de terra de jardim com um pouco de matéria orgânica e vermiculita que ajuda a reter umidade e nutrientes no substrato. Mas é bom você se inteirar das necessidades específicas da espécie que deseja propagar para usar o substrato mais indicado.
  • O tempo que a estaca levará para “pegar vai variar de acordo com a espécie e até a estação do ano vai influenciar neste processo. A primavera e o verão são bons momentos para realizar a estaquia pois neste período a maioria das plantas estão em pleno desenvolvimento e isso ajuda no enraizamento da estaca.
  •  Você também pode utilizar estufas caseiras para agilizar este processo. Aqui no blog tem um post mostrando como fazer estufas caseiras a partir de materiais recicláveis, vale a pena conferir!

Estaca de ponteiro de Alecrim

Algumas plantas também podem enraizar facilmente em um recipiente com água, depois é só plantar a mudinha já enraizada. Veja aqui no blog o post com as dicas para o enraizamento na água! Alguns exemplos de plantas que podem se utilizar deste método são o abacaxi, a hortelã e o manjericão.

Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...