Como plantar Madressilva - Lonicera fragrantíssima

Como cuidar da Madressilva.
Inflorescência da Madressilva

A Madressilva foi uma das primeiras espécies que cultivei aqui no jardim, bastante rústica e de crescimento vigoroso, essa trepadeira pode ser usada para encobrir arcos, muros e até caramanchões sob sol pleno. 

Beija-flor-de-orelha-violeta da Madressilva

A espécie não é exigente com relação à fertilidade do solo, contudo, para estimular uma bela florada, é bom fazer adubações semestrais. No final do post você encontrará vários links que lhe auxiliarão nesse processo, vale a pena conferir!

Flores atrativas para beija-flores!
Madressilva - Lonicera fragantíssima

Após seu desenvolvimento, a planta praticamente não necessita de regas, mas isso varia de acordo com a região.  Já a multiplicação pode ser feita através de estaquia ou por sementes que ficam dentro de frutinhos como na foto à seguir. Contudo, o método mais utilizado e com melhores resultados é o da estaquia das pontas dos ramos. Se você não conhece este método ou ainda não viu o post com as dicas para a estaquia, pode conferir clicando aqui.


Frutos com sementes da Madressilva

As flores da Madressilva são brancas, perfumadas e tornam-se amareladas com o passar do tempo. Além disso ainda são muito atrativas para os beija-flores. Seu caule é do tipo liana, ou seja, flexível.

Folhas e caule da Madressilva

Flores da Madressilva

A madressilva é muito atrativa para beija-flores!

Beija-flor-de-orelha-violeta na Madressilva

Beija-flor-tesoura na Madressilva

Observações pessoais:
Em minha região, centro-oeste, a Madressilva chegou ao auge de sua floração na primavera.


Continue lendo para saber mais sobre:


Siga o Jardinet nas redes sociais e fique por dentro das novidades com várias dicas de cultivo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...